CONAZ – Congresso Nacional de Alzheimer | Portal

10 sinais de alerta sobre a Doença de Alzheimer

10 sinais sobre Alzheimer

1) Alterações da memória que dificultam o cotidiano

Um dos sinais mais comuns da doença de Alzheimer, especialmente nas fases iniciais, é o esquecimento de informações aprendidas recentemente. Também é comum se esquecer de datas importantes e acontecimentos. O doente de Alzheimer passa a pedir a mesma informação repetidas vezes, ficando dependente de lembretes em notas e aparelhos eletrônicos, precisando da ajuda de familiares para fazer coisas que antes faria sozinho.

Quais são as mudanças típicas da idade? Esquecer nomes e datas ocasionalmente, mas lembrar depois.

2) Dificuldade em realizar planejamentos ou resolver problemas

Algumas pessoas enfrentam mudanças em sua capacidade de desenvolver e seguir um plano ou trabalhar com números. Elas podem ter dificuldade em cozinhar alguns alimentos que exijam receita ou ter problemas pagar contas mensais. Essa dificuldade de concentração pode custar-lhes mais tempo para fazer as coisas agora do que costumavam levar antes.

Quais são as mudanças típicas da idade? Cometer erros simples como somar e subtrair, ocasionalmente.

3) Dificuldade em executar tarefas familiares em casa, no trabalho ou em seu tempo livre

As pessoas com a doença de Alzheimer muitas vezes têm dificuldade em completar tarefas diárias. Às vezes, elas podem ter dificuldade em chegar a um local conhecido, administrar um orçamento no trabalho ou lembrar as regras de um jogo bem conhecido.

Quais são as mudanças típicas da idade? Precisar de ajuda de vez em quando para usar o microondas ou gravar um programa de TV.

4) Desorientação de tempo ou lugar

Pessoas com Alzheimer se esquecem de datas, das estações do ano e da passagem do tempo. Elas podem ter dificuldade para entender algumas coisas que não estão acontecendo naquele exato momento. É possível que, por vezes, se esqueçam onde estão e como chegaram lá.

Quais são as mudanças típicas da idade? Confundir os dias da semana, mas se dar conta do erro depois.

5) Dificuldade para entender imagens e como objetos se relacionam entre si em um ambiente

Para algumas pessoas, o surgimento de problemas na vista pode ser o primeiro sinal da doença de Alzheimer. Entre os sintomas mais comuns estão a dificuldade em ler, de julgar distâncias e determinar a cor ou contraste. Quanto à percepção, pode-se notar mudanças que confundem o paciente, como passar por um espelho e achar que alguém está lá com eles, não reconhecendo o seu próprio reflexo.

Quais são as mudanças típicas da idade?  Alterações da visão, como catarata.

6) Problemas com o uso de palavras na fala ou na escrita

Aqueles com doença de Alzheimer podem ter dificuldade para participar ou se manter em uma conversa. Também é possível parar no meio da fala sem nenhuma ideia de como continuar, ou repetir muitas vezes a mesma frase. Também se torna comum lutar para encontrar as palavras certas, o vocabulário apropriado ou chamar as coisas pelo nome certo (como chamar um objeto de “varinha de escrever” quando o objetivo era dizer caneta).

Quais são as mudanças típicas da idade?  Ter dificuldades para encontrar a palavra certa em uma frase ou outra.

7) Colocar objetos fora do lugar e incapacidade de refazer seus passos.

Uma pessoa com a doença de Alzheimer muitas vezes coloca as coisas fora do lugar. Perder objetos sem ser capaz de refazer seus passos para encontrá-los se torna comum. Em alguns casos o paciente chega até a acusar os outros de roubo. Isso pode ocorrer com mais frequência com o tempo.

Quais são as mudanças típicas da idade?  De vez em quando, colocar objetos em lugares errados, como levar o controle da TV para a cozinha.

8) Diminuição ou falta de bom senso

Pessoas com Alzheimer podem passar por mudanças de juízo ou decisão. Por exemplo, doar grandes somas de dinheiro para pessoas que vendem produtos e serviços por telefone, além de prestar menos atenção na higiene pessoal.

Quais são as mudanças típicas da idade? Tomar uma decisão ruim de vez em quando, muitas vezes baseada na inocência.

9) A perda de iniciativa para participar de tarefas ou atividades sociais

Uma pessoa com a doença de Alzheimer pode começar a perder a iniciativa de buscar passatempos, atividades sociais, projetos novos no trabalho ou esportes. É possível que tenham dificuldade em entender as últimas notícias sobre seu time favorito ou como praticar um hobby que tenham há muito tempo. Elas também podem evitar tomar parte em atividades sociais, por causa das mudanças pelas quais passaram, causando um isolamento.

Quais são as mudanças típicas da idade? Se cansar das obrigações familiares, sociais e no trabalho às vezes.

10) Alterações de humor ou personalidade

O humor e personalidade das pessoas com a doença de Alzheimer podem se alterar com facilidade. O paciente pode se sentir confuso, desconfiado, deprimido, com medo ou ansioso. Também é comum se chatear facilmente em casa, no trabalho, com amigos ou em locais onde eles estão fora de seu ambiente.

Quais são as mudanças típicas da idade? Desenvolver métodos específicos para fazer as coisas e se chatear quando a rotina é interrompida.

Coloque o seu e-mail abaixo para receber gratuitamente atualizações do blog!

33 ComentáriosDeixe um comentário

  • boa noite gostaria de mais informações sobre a doença pois tenho minha mãe com 89 anos com essa doença e as vezes não sei como lidar com ela.

  • Meu pai tem esta doença, é muito triste para ele e para quem fica por perto dele porque é preciso ter muita paciência e pertinência em ajudar-lo, pois não ficou assim porque que ele quis e por isso a maneira de tratá-lo deve ser bem delicada para que o mesmo não se sinta agredido, pelos atos e rotina do dia a dia.

  • Os sinais listados são exatamente os sintomas que minha mãe, diagnosticada com essa demência, possui. Colocaram muito bem comparando com o caso normal para a idade. Esse mal afetou profundamente nossa família, e se algum dia descobrirem uma cura milhões de pessoas (doentes e familiares) deixarão de sofre tanto.

  • Lendo alguns comentários, vejo que falam tem uma mãe com 89, 82… anos… com essa maldita doença.
    Meu pai tem 61 anos e está com essa doença, já em fase muita avançada, é terrível, triste, desesperador vê-lo dessa maneira. Já cheguei a conclusão que é a pior doença que existe, pois a pessoa deixa de existir, simplesmente vegeta… meu pai é um homem bom, foi uma pai excelente não consigo entender.. mas já deixei tentar… Ele não tem mais nenhum outro problema de saúde… nada mesmo.. só a cabeça que não funciona mais… A unica coisa que peço é força para Deus.. pois é muito triste.

    • QUE DEUS ILUMINE VOCE E SUA FAMILIA,QUE A LUZ DO DIVINO ESTJA COM SEU PAI..ELE FORNECERA TUDO O QUE VCS PRECISAN PARA PASSAR ESSA FASE DIFICIL EM SUAS VIDAS…ABÇS

  • soy acompañante terapeutica y asistente gerontologica , especializada en cuidados paliativos, actualmente trabajo en una institucion privada. Tengo 53 años, hace dos años q tengo algunos sintomas, muy esporadicos,..fui al neurologo hace 4 meses realizo electros y resonancias las cuales estan bien, salvo los sintomas; falta d memoria reciente, y comenze un tratamiento leve 2 meses con citicolina 250 y ahora paso a memantine 10.
    no tengo familia, vivo sola y todavia no lo hable con mis amistades, a la esperara d encontrar algun cambio
    lo q me gustaria recibir informacion especifica nueva y si hay, y como hacen otros profecionales con alzheimer, (trab con este tipo d pacientes quizas no es bueno, pero amo mi profecion y es mi objetivo d vida)…cuanto tiempo mas podre ocultarlo, mas q nada x el trabajo. De todas maneras trato d vivir al maximo el dia a dia e ir arreglando mis cosas
    desde ya muy agradecida.

  • MUITO BOA AS EXPLICAÇÕES MINHA MÃE TEM ALZAIME , ESTA COM 84 ANOS E VCS PODEM MUITO AJUDAR COM SUAS EXPLICAÇÕES PARA NÓS , OBRIGADA CONAS , PEÇO QUE SEMPRE ME MANTENHA INFORMADA

  • Muito bom,otra alho de vcs.Parabéns,meu marido foi diagnosticado com Alzheimer a 10 anos,só que está estacionado,toma medicamentos,porém tenho notado um avanço na doença,ele tem 73 anos faz 74 em dezembro,achei muito bom o blog para ter acesso as informações,obrigada.

  • Tenho meu pai com começo da doença, é muito bom estar informa e saber que é a doença que muda o temperamento dos nossos queridos.

  • Muito boa as informações passadas tenho meu pai com 82 anos com esta danada doença a família sofre muito mesmo, mas me conformo em saber que o doente não sofre tanto. Parabéns a vcs que se preocupam e ajudam muitas pessoas.

  • Gosto de ler sobre esta doença minha mãe tem 90anos esta com início agora eu parei de trabalhar para cuida dela mais e uma doença muito triste mais conm ttatamento eu acho ela bem melho .e muito amo e carinho.

  • Ótimas informações que nos deixam bem informados sobre a referida doença, pois tenho uma cunhada com 82 anos e está sofrendo deste mal e a família não sabe como lidar com a mesma.

  • Excelente essas informações. Precisamos ficar atentos com os nossos idosos, já tive uma tia com Alzheimer, sei bastante com é dificil…

  • É uma tristeza. Defino o Alzheimer como um câncer incurável que aos poucos e, às vezes muito rápido, destrói o cérebro da pessoas tornando-a improdutiva, nula. Nada melhor para defini-la como DEMÊNCIA. Infelizmente minha bisavó, minha avó morreram com essa enfermidade e agora minha mãe que aos 60 anos começou a apresentar os primeiros sintomas e hoje com 66 anos, vejo-a definhando aos pouco caminhando para a morte.
    Uma tristeza que machuca muito a quem convive com pessoas assim, pois a sensação de incapacidade de ajudar é dolorosa.
    O CONAZ tem me ajudado com informações. Obrigada

  • É muito importante divulgar os sinais e sintomas da doença de Alzheimer, pois deste modo teremos diagnósticos precoces e podemos actuar com a estimulação cognitiva que muito contribui para retardar o avanço da doença.
    Alzheimer é uma doença, não é velhice, temos que a aceitar como tal, não estigmatizar, mas sim ajudar…
    Obrigada.

  • É bom saber que podemos ter informações sobre essa doença, pois eu cuido da minha mãe que esta no inicio da doença e eu ainda estou aprendendo a administrar isso

  • Amélia Cunha Rio Lima Costa

    ORGANIZAÇÃO DE INFORMAÇÕES MUITO ÚTIL E ADEQUADAS, O QUADRO ” O QUE É ESPERADO PARA A IDADE AVANÇADA X O QUE É SINAIS DE ALZHEIMER”

  • Minha mãe sofre de Alzaimer, ela mora comigo e é bem assim mesmo seu comportamento.
    Ela é bem calma, porém desorientada.
    Obrigada, este documentário é muito bom mesmo.

  • Bom dia, gosto muito dos artigos publicados pelo conaz. Meu pai está com 73 anos e começou a apresentar alguns desses sintomas, ainda não foi constatado o Alzheimer, mas é muito difícil ver a pessoa tendo dificuldades em fazer coisas simples e não saber como agir.

  • Boa tarde a todos.
    Quero dizer obrigada a todos da CONAZ, especialmente a Lucas que fundou a propria.
    Minha mãe tem 83 anos, o medico informou quer ela tinha Alzheimer, foi muito triste mais fico feliz por esta preto dela cada vez mais, cuidado dela mais e mais, tomar banho com ela ficou muito legal brincamos muito, na hora do jantar passo duas horas na mesa, é a hora que falo mais com ela vejo tv com ela.

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *