CONAZ – Congresso Nacional de Alzheimer | Portal

4 dicas para manter o Alzheimer afastado

4 dicas para manter o Alzheimer afastado

A doença de Alzheimer é mais comum em pessoas com mais de 60 anos, mas você pode começar a se prevenir desde agora!

Algumas práticas saudáveis durante sua vida podem ser muito importantes quando a terceira idade chegar. O Relatório Global sobre Alzheimer de 2014, apontou  evidências científicas de como maus hábitos alimentares, hipertensão, baixa escolaridade e cigarro são grandes fatores de risco para o desenvolvimento de doenças neurodegenerativas.

Pensando nisso, criamos 4 dicas simples de como ter hábitos saudáveis e fugir do Alzheimer. Confira!

1 - Mantenha a cabeça funcionando

Para manter suas atividades cerebrais em constante trabalho, você deve realizar tarefas como estudar, ler, aprender novas habilidades e ter um circulo social bem ativo. Quanto mais você coloca sua cabeça para funcionar, menos chances você tem de ter alguma falha no cérebro, e até mesmo consegue retardar manifestações de demência. A inatividade cognitiva aumenta em  19% suas chances de ter Alzheimer.

2 - Tenha boas noites de sono

Dormir bem é essencial para você ter uma mente saudável e ativa. É no período da noite, durante o sono, que o nosso cérebro guarda tudo o que aprendemos durante o dia. Para ter um sono tranquilo, é importante que você deite relaxado, sem preocupações com trabalho ou família, além de ter um sono ininterrupto.

3 - Movimente seu corpo

A prática de atividades físicas é uma importante arma contra o surgimento de demências. Apesar de ainda não ter sido constatado sua real eficácia no combate à demência, ao praticar exercícios, seu corpo libera as neurotrofinas, substâncias muito importantes para a memória.

4 – Alimente-se de forma saudável

Ter uma alimentação balanceada e saudável é indispensável para ter uma boa saúde. A dieta do Mediterrâneo é a mais indicada para prevenção de doenças cardiovasculares, que são grandes fatores de risco para o surgimento de doenças neurodegenetativas, como o Alzheimer. Essa dieta inclui frutas, verduras, cereais, peixes, azeite e até mesmo o consumo moderado de vinho. Além de incluir alimentos saudáveis, ela é fonte de ômega 3. Essa gordura do bem, encontrada em peixes que não foram criados em cativeiro, como salmão, atum e sardinha, tem o poder de reduzir o risco de declínio cognitivo. Essa dieta também é rica em antioxidantes, que são capazes de combater os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento das células.

 

Coloque o seu e-mail abaixo para receber gratuitamente atualizações do blog!

1 ComentárioDeixe um comentário

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *