CONAZ – Congresso Nacional de Alzheimer | Portal

Descubra a forma correta de lidar com os vícios do doente de Alzheimer

vícios
Os artigos publicados pelo CONAZ têm o intuito de divulgar informações sobre os avanços de estudos relacionados ao Alzheimer pelo mundo. Este artigo apresenta pesquisas e testes preliminares que ainda não tiveram sua eficácia comprovada no tratamento/prevenção da doença. Para esclarecer qualquer dúvida ou obter mais informações, o leitor deverá procurar o órgão ou empresa responsável pelo estudo divulgado.

Se alimentar bem é muito importante para a saúde, assim como para a prevenção de certas doenças, como o Alzheimer por exemplo. Praticar exercícios regularmente e ter hábitos saudáveis também são imprescindíveis para ter uma vida longa e plena.

Mas como os familiares devem lidar com os vícios, quando, mesmo doente, o idoso ainda fuma, bebe ou não se alimenta bem?

Cigarros

Além dos riscos a saúde, o uso do fumo pode representar grande risco de incêndio, pelo contato do fogo e das cinzas.  Mas, às vezes pode ser muito difícil fazer com que o doente largue seus  vícios que o acompanharam por tantos anos, como o do cigarro. Por isso, é importante que você não o force a abandonar a nicotina de uma hora para outra; largar o vício pode gerar grande estresse para os familiares e o próprio doente. O indicado é que os familiares tentem reduzir aos poucos o consumo, diminuindo gradativamente o uso do cigarro.  Você também pode:

  • Reduzir o número de cigarros que o doente fuma por dia, dando a ele unidades   com intervalos cada vez maiores. Quando o idoso pedir por mais, tente distraí-lo com outro assunto ou atividade da qual ele também goste.
  • Fique de olho no idoso enquanto ele fuma. Evite deixá-lo sozinho.
  • Sempre que possível, mostre ao idoso outras alternativas ao cigarro.  Quando ele pedir, ofereça algum alimento do qual ele goste  ou  convide-o para ouvir uma música ou para dar um pequeno passeio pela vizinhança.

Bebidas Alcoólicas

Não há nenhuma contraindicação sobre os doentes de Alzheimer ingerirem bebidas alcoólicas – desde que não haja proibição médica ou problemas de interação com medicamentos.  O indicado é que, quando o doente pedir pela bebida, sejam dadas sempre pequenas doses, como um cálice de vinho tinto antes do jantar. Esse consuo deve ser sempre supervisionado.

  • Converse com o médico que acompanha o caso do idoso sobre a ingestão de bebidas alcoólicas. Caso esteja liberado, basta controlar as quantidades ingeridas.

Comidas gordurosas e doces

Doenças cardiovasculares geralmente são grandes fatores de risco para o desenvolvimento do Alzheimer, mas caso o idoso não possua nenhum problema como insuficiência cardíaca, hipertensão, diabetes e outras; não há motivo para evitar que ele continue consumindo alimentos com os quais ele já estava acostumado – e gostava!

O Alzheimer não te impede de comer bacon, frituras, massas e doces (com moderação). São outras doenças, associadas ao Alzheimer, que podem impedir esse consumo. Procure um médico de confiança e peça orientações quando a ingestão desses alimentos.  E, sempre que possível, busque acrescentar fontes de carboidratos, proteínas, vitaminas e mineiras nas refeições do idoso.

 

Coloque o seu e-mail abaixo para receber gratuitamente atualizações do blog!

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *