CONAZ – Congresso Nacional de Alzheimer | Portal

10 Maneiras de lidar com a agitação de doentes de Alzheimer

10 Maneiras de lidar com a agitação de doentes de Alzheimer

A agitação é caracterizada pela atividade verbal ou motora inadequada, julgada por terceiros como um reflexo de necessidades e confusões das pessoas. É comum que a agitação surja antes da agressividade, por isso você deve agir de forma adequada antes que o quadro evolua.

Separamos 10 dicas de como agir em casos de o doente de Alzheimer apresentar quadros de agitação. Confira a seguir:

  1. Se o doente apresentar uma crise de agitação, fique calmo! Ter uma reação brusca ao comportamento do doente não é a melhor coisa a ser feita. Isso vai deixa-lo ainda mais agitado e desconfortável. Mantenha-se flexível, calmo e relaxado. Lembre-se: o paciente está respondendo ao seu tom de voz e linguagem corporal mais do que o conteúdo do que você está dizendo;
  2. Preze sempre pela segurança do próprio doente e de todas as pessoas que o rodeiam;
  3. Busque sempre o contato visual com o doente. Se apenas palavras não estão conseguindo acalmá-lo, segure o doente pelos pulsos, realizando uma leve pressão. Com esse movimento você estará transmitindo ao doente uma leve sensação de tranquilidade;
  4. Procure distraí-lo, atraindo sua atenção para algo tranquilo e agradável;
  5. Estimule a autonomia do doente, dando liberdade para que ele desenvolva algumas atividades sozinho, dessa forma ele vai gastar toda sua energia de uma forma positiva – mas preze sempre por sua segurança;
  6. Em algumas ocasiões é normal que o idoso imite o comportamento de outras pessoas. Para tranquilizá-los, podemos simular a respiração de forma lenta e calma, esperando que ele também o faça;
  7. O ambiente em que o doente está deve ser relaxante e tranquilo, por isso devemos manter o idoso afastado de situações e pessoas que o deixem ansioso e agitado;
  8. Procure programar as atividades do dia ou semana, mas sempre consulte o doente sobre o que ele gostaria de fazer, evitando desconfortos e crises. Ter esse planejamento em forma de calendário é uma boa pedida para que o idoso possa exercer sua noção de tempo e espaço;
  9. Evite deixar o doente em contato com diferentes estímulos, como barulho de TV, rádio, buzinas etc. Esses sons podem deixar o idoso nervoso e desorientado, levando a crises de agitação. Também é indicado evitar bebidas que possuem cafeína ou demais estimulantes, como o álcool;
  10. Evite falar sobre o doente em sua presença, sem que ele esteja participando da conversa. Mesmo que ele se mostre ausente, é possível que entenda e se frustre com o que foi falado.

Saber como lidar com o idoso em várias situações e nas diferentes fases da doença é super importante! Fique ligado nas dicas aqui no Portal do CONAZ. Também já falamos, por exemplo, sobre como lidar com a perambulação dos idosos (clique aqui para ler). Para receber tudo direto no seu e-mail, é só se cadastrar abaixo! É grátis e você receberá todas as dicas com exclusividade!

Coloque o seu e-mail abaixo para receber gratuitamente atualizações do blog!

7 ComentáriosDeixe um comentário

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *